90 anos de Escola Normal de Feira de Santana

Fotografia do prédio da Antiga Escola Normal, atual Museu Regional de Arte. Reprodução: Facebook.
Fotografia do prédio da Antiga Escola Normal, atual Museu Regional de Arte. Reprodução: Facebook.

No ano de 1935 passou a ser denominada Escola Normal Rural de Feira de Santana, mudando, em 1949, a sua nomenclatura para Escola Normal e Ginásio Estadual de Feira de Santana, agregando cursos ginasiais sem trazer prejuízos ao ensino normal. Em 1943, a instituição foi transferida para o 1º andar da Prefeitura Municipal, devido a ocupação do prédio pelas Forças Militares durante a Segunda Guerra Mundial. Posteriormente, a instituição desenvolveu-se para a criação do que viria a ser o Colégio Estadual de Feira de Santana e, em 1962 (24 de fevereiro), o Instituto de Educação Gastão Guimarães, atendendo a uma proposta da Câmara dos Vereadores Municipais.

A professora Ione Celeste escreveu  um livro discutindo a importância da Escola Normal e de suas alunas: as normalistas. Com o título Garotas Tricolores, Deusas Fardadas: as normalistas em Feira de Santana,  a autora discute sobre  processo de escolarização massificador que ocorreu na sociedade brasileira, durante a primeira metade do século XX.

Referências:
CRUZ, Antônio Roberto Seixas. Mestras e mestres para o sertão: criação e funcionamento da Escola Normal de Feira de Santana.
LIMA, Soraya Maltez Carvalho. Registro das transformações do prédio da rua Conselheiro Franco, 66.
Amanda da Silva Borges e Wíllivan do Carmo Santos

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *